ERASTO GURGEL BANHOS viveu intensa e alegremente de 1919 a 1991. Meus agradecimentos especiais à D. Odete (viúva) e aos filh@s Celia, Nice, Vavá e Eliton Banhos que, amorosamente, cederam material e depoimentos valiosos para o blog.
O blog é em homenagem à vida e à obra deste grande ser humano que há 20 anos foi brincar em outras paragens, à beira d'água. Viva o Palhaço Alecrim, Viva Erasto Banhos, sempre!!!

quinta-feira, 12 de julho de 2012

No Orkut, tem a Comunidade Palhaço Alecrim




No Orkut encontrei a comunidade Palhaço Alecrim, administrada por Marton Maués. De lá extraí alguns cometários enriquecedoras para a história do nosso Alecrim. Vamos lá:

"Comunidades em homenagem ao Palhaço Alecrim, o palhaço mais popular de Belém do Pará. Esta comunidade objetiva divulgar seu trabalho e colher informações e depoimentos para uma futura publicação. Participem, colaborem


Anônimo 14/11/2009
na época do alecrim, eu criança!
Falar no Alecrim é lembrar da época de ouro da minha infância...
Anônimo 14/11/2009
Lembro dele em dois momentos:
1-quando ele ia na escola que eu estudava "Poranga Jucá", na época era na Pça.Brasil
e ele ia sempre por lá;
2-Quando tinha festa de Natal no Sesi ele estava lá entreguando presentes, e eu tb.
Anônimo 14/11/2009
no camto só olhando
Meu pai era propagandista da epoca do Clube do Garoto e ele sempre me levava para as gravações do programa com o Alecrim da Beira D'água. Quem quer bom bom ficou marcado na minha imagem infantil. Minha mair vingança contra meus primos, que não gostavam de brincar comigo porque eu era o menor de todos, foi inspirado em quem quer bom bom. Todos domingos a familha se reunia na casa de meus avós onde eu morava com meus pais. Era um tormento para mim conquistar a atenção deles para brincar comigo. Plano! Construi um boneco marionete balhaço com restos de madeiras fios de costura e peruca da Zuzi de munha irmã. Duas da tarde depois do almoço convidei eles para assistir o que eu tinha feito. Tinha teatro e tudo com boca de cena, cortinas e o boneco com centro das atenções. Tudo se resumia no "quem quer bom bom". o bom bom virou pedra que eu tinha muito gosto de sapecar neles. Eles nem persebera e adoraram a farra. Só levei bronca de minha irmã por conta da peruca da Zuzi. Valeu Alecrim da Beira D'água.
Anônimo 14/11/2009
não perdia um programa dele!!!!! Lembro da frase dele inesquecível: "Secretária, traz um quilo de Bombom"! Muito bom...bons tempos do alecrim!!!!
Anônimo 17/11/2009
quando eu era criança...
égua, muleque... lembrar desse tempo é que nem brincar de pira na praça Batista Campos naqueles tempos rsrsrsrs Ainda tinha uns malucos pela cidade que quando apareciam toda a galera saia correndo, se divertindo rsrsrsrs
Anônimo 15/02/2010
Lembro até hj do palhaço Alecrim.
Secretáaaaaaaaaaaaaaaaariaaa traz um quilo de bombom, foi marcante. Tive a oportunidade de participar de um programa acompanhando uma amiga que foi lá tocar violão. Foi td de bom aquela época.
Anônimo 12/07/2011
Fazia questão de pegar na mão de Alecrim
Meu pai trabalhava na COMARA e lembro das festas de natal em que todos os funcionários levavam suas famílias. A grande atração para as crianças era a chegada do palhaço Alecrim, de helicóptero. A felicidade ficava estampada em meu rosto, eu "só sossegava" quando pegava na mão do Alecrim. Foi uma infância muito feliz...


Anônimo 26/02/2010
Alecrim no Tv Cidade, vcs lembram????
Quando era pequeno,meu pai me levava ao Tv cidade (Da tv Guajará,hj onde é o colegio sophos na josé malcher) e la estava o alecrim....Como sempre meu pai me levava lá p ganhar "quilos de bombons da secretária" ele ja me conhecia...Nossa q saudade de sentar no balanço no tempo da copa ao lado dele. Depois ele apresentou o palhaço chiclete,vcs lembram???? Mas o alecrim era o alecrim...E vcs q lembram dakele tempo maravilhoso em q ser criança era tão bom???

Anônimo 15/11/2009
clube do garoto
quem lembra de uma brincadeira do programa que tenha participado ou apenas visto?
Anônimo 15/02/2010
dança das cadeiras.
Se não me falha a memória, rsrsrs, a dança das cadeiras.
Anônimo 15/02/2010
Carequinha.
E o Carequinha, gente?

Nenhum comentário:

Postar um comentário